segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Incessante...




Gritos seguros pelo nó na garganta
Gritos querendo escapar por todos os lados
Gritos que arrepiam a pele
Gritos que anseiam liberdade

Lágrimas seguras pela ira
Lágrimas presas na timidez
Lágrimas que teimam em correr soltas
Lágrimas de sonhos frustrados

Suspiros que seguram o choro
Suspiros que lamentam a solidão
Suspiros sentidos no palpitar do coração
Suspiros que calam a voz

Esperança do grito ecoar
Esperança da lágrima cessar
Esperança do suspiro de paz
Esperança de poder ser eu, feliz

Nenhum comentário:

Postar um comentário